Esta página utiliza cookies. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de privacidade     [Aceitar e Fechar]

Marinha censura cartaz. Comunistas questionam ministro da Defesa

  • 2019-04-29


O Chefe de Estado-Maior da Armada proibiu a afixação de um cartaz a informar sobre um plenário de associações militares, por considerar "que o seu conteúdo" não tinha "dignidade" que permitisse "a sua divulgação".

O cartaz censurado é da autoria das maiores associações representativas de militares da Forças Armadas e da GNR. Oficiais, sargentos e praças anunciavam que se iria realizar um plenário dia 15 de abril (já efetuado entretanto) para discutir "o descongelamento do tempo de serviço 2011/2017", situação que classificavam como "Inaceitável! Inqualificável! Injusta!", sublinhando ainda que não aceitavam "uma decisão, em vez de uma negociação!". Tudo em letras garrafais, num fundo de um muro de tijolos.